De Miles a 28 de Setembro de 2012 às 19:43

Estas Missas televisionadas de Domingo são um autêntico filme de terror, tantos e tamanhos os abusos que nelas ocorrem. Nunca aí vi:

- um altar beneditino;

- uma celebração "ad orientem";

- o uso do latim, ao menos no canon, e neste o uso do "pro multis";

- o uso do canto gregoriano;

- o uso do órgão de tubos (órgão a sério e não aquelas pianolas eléctricas de grupo de baile tão ao gosto dos modernistas);

- a distribuição da comunhão na boca e com os fiéis ajoelhados.

Claro está, não vale a pena referir a invasão de acólitas e de ministros extraordinários da comunhão, bem como as homílias estapafúrdias derivadas do modernismo mais destravado ou, sequer, o mau gosto dos paramentos habitualmente vestidos (em Portugal, não sei porquê, continua a confundir-se a albarda com casula gótica).





De Afonso Miguel a 28 de Setembro de 2012 às 19:55
As Missas ordinárias que passam na TV são bem o espelho da Igreja portuguesa...


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres


Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.