Quinta-feira, 26 de Março de 2009
Le Pen, com quem simpatizo pouco, afirmou no Parlamento Europeu que as câmaras de gás são um "detalhe" da II Guerra Mundial. Face a isto, a acusação é de "negacionismo". Nada de estranho. Os próprios jornais, alinhados com o pensamento único, fazem voto na matéria e escondem a imparcialidade, e até mesmo a decência profissional, com títulos como os do Público: um em que "informa" que Le Pen considerou o holocausto um detalhe (o que não corresponde à verdade mas sim a uma interpretação claramente condicionada e direcconada daquele jornal) e outro em que lemos que o eurodeputado negou o próprio holocausto (mentira grosseira). Já em tempos o lider da FN francesa tinha sido condenado a uma multa em França pelas mesmas razões, sendo que agora querem alterar as leis parlamentares do orgão federal para impedir que este o presida.

A tudo isto se chama liberdade de pensamento, de expressão e democratismo. Isto mesmo, sem tirar nem pôr, por mais antagónico que pareça. A verdade é que, aparente ou não o antagonismo, a realidade fala por si: a invenção constante do inimigo é tipicamente orwelliana. E a recente polémica acerca do preservativo não escapa a esta lógica...

***

Nota: Já agora, do que eu gostava mesmo, mesmo, mesmo era que prendessem, ou simplesmente multassem, quem nega a perseguição que a 1ª República fez à Igreja. Era apanhar aí mil e um "negacionistas" que escrevem história e vendem a rodos. Só não o fazem, neste e noutros casos, porque em nada serve o regime. Mais uma vez, tipicamente orwelliano.

Tags:

publicado por Afonso Miguel às 20:23 | link do post | comentar

5 comentários:
De Anónimo a 26 de Março de 2009 às 21:00
Nada a dizer.O gajo falou e disse.Ponto final.parágrafo.


De Anónimo a 26 de Março de 2009 às 22:37
Por acaso o Marquês de Pombal era republicano ?


De António Bastos a 26 de Março de 2009 às 23:50
Na medida em que já tinha "fumado" iluminismo lá em Viena, pode-se afirmar que era um "pré-republicano". Por isso tem direito à estátua que tem e num local nobre da cidade.


De Anónimo a 27 de Março de 2009 às 00:47
Ah,então o D. José I também era pré-republicano.Fiquei a saber da existência de uma nova categoria conceptual:A da Monarquia Pré-Republicana ou,sem ofensa,Putativa Republicana.


De Diogo a 1 de Abril de 2009 às 14:45
No futebol é que se defende o erro que nos favoreceu pelo erro que antes nos desfavoreceu. Esperaria mais de ti anónimo.


Comentar post

escudo_ASC
facebook-button twitter-button
Posts recentes

!

comentários recentes
Afonso Miguel não desista! Muita força para contin...
Filhos de Ramires não desistem.
O que faz o Afonso Miguel aí? Faz o que fazem as t...
A propósito de "trendy"...http://www.youtube.com/w...
Reduzir a despesa do Estado - as famosas gorduras ...
As Missas ordinárias que passam na TV são bem o es...
Estas Missas televisionadas de Domingo são um autê...
Ora nem mais. Adivinhaste o meu pensamento. É exac...
E os fiéis em palhaços de circo... Pobre senhora.
Está a ser uma excelente leitura. Aguado o outro. ...
arquivos
Tags

aborto(1)

arquitectura(7)

bento xvi em portugal(19)

filosofia(23)

fsspx - roma(29)

geral(80)

história(69)

liturgia(165)

maçonaria(36)

monarquia(68)

música(13)

planeta dos macacos(44)

política(307)

religião(468)

todas as tags

blogs SAPO
RSS