Sábado, 24 de Dezembro de 2011

Este blog tem andado calado. A azáfama, a confusão, a balbúrdia e a escassez de sentido deixam a mente inerte perante o descalabro. O efeito devia ser contrário, bem sei, mas a modernidade tem a capacidade impressionante de nos tolher as palavras perante a calamidade em que transformou a dura realidade que atravessamos. A sensação de que este meio de diálogo, debate e combate de ideias já não é o que era, já não produz o que produzia nem exalta os ânimos que exaltou, agrava a falta de vontade de continuar a fazer destes espaços blogosféricos um verdadeiro campo de acção.

 

Quero, contudo, desejar um Santo Natal a quem por aqui passar, na medida das possibilidades a que nos obrigam. E que o ano de 2012 nos traga o alento necessário à longa caminhada que nos prometem as areias movediças do futuro. Haja Esperança...

 

Até já, se Deus quiser.

 

ps: rezem para que a conclusão das negociações entre a FSSPX e a Santa Sé seja, no próximo ano, a mais favorável à Fé Católica. A coisa afigura-se difícil.


Tags:

publicado por Afonso Miguel às 15:27 | link do post | comentar

2 comentários:
De Miles a 24 de Dezembro de 2011 às 17:36
Caro amigo, como te compreendo; e, todavia, o combate deve prosseguir! Espaços como o teu são um dos pouquíssimos sinais visíveis da existência da tradição católica em Portugal, seguramente um dos sítios mais áridos e difíceis do mundo - ao menos, de entre os que constituiram a antiga Cristandade - para defender o Catolicismo de sempre. Não desistas, pois!

Um grande abraço e votos de um Santo Natal!


De Afonso Miguel a 26 de Dezembro de 2011 às 01:09
Caro amigo,


A minha recente apatia deve-se, entre outras coisas, ao facto de essa "tradição católica em Portugal" não passar nunca do papel, de blogs e de intenções. No terreno nada é feito e quero acreditar, cada vez mais, que a grande culpa é imputável a um grupo de sacerdotes que não se mexe e vive permanentemente amedrontado. Tivessem eles coragem - e eles existem! - e levantar-se-iam fiéis em número que, erradamente, julgamos impossível. Fosse essa "tradição católica em Portugal" verdadeiramente visível e muitos a procurariam, muitos se juntariam a nós, muitos padres se renderiam a descobrir o tesouro litúrgico católico... a onda começaria como em tantos outros lados! Mas não, aqui estamos sossegados, sem ninguém que nos puxe, que nos motive, que dê a cara por nós. E, mais do que o episcopado, é o clero que tem culpas no cartório! Uma constante e desgastante desilusão desde há uns anos...


Continuarei a escrever. Até porque há sempre por onde reflectir e a comunidade internacional anima-nos o espírito. Os ventos de Roma nos últimos anos são mais frescos, a iminência do desfecho das conversações entre a FSSPX e Roma alegra a análise, etc etc. O mundo católico mexe-se lá fora, num universo à parte deste bloco modernista que com tão grande muro nos cercou, e esperança de não estarmos sós passa por aí.


Não desistirei.


Um forte abraço e Santo Natal!


Comentar post

escudo_ASC
facebook-button twitter-button
Posts recentes

!

comentários recentes
Afonso Miguel não desista! Muita força para contin...
Filhos de Ramires não desistem.
O que faz o Afonso Miguel aí? Faz o que fazem as t...
A propósito de "trendy"...http://www.youtube.com/w...
Reduzir a despesa do Estado - as famosas gorduras ...
As Missas ordinárias que passam na TV são bem o es...
Estas Missas televisionadas de Domingo são um autê...
Ora nem mais. Adivinhaste o meu pensamento. É exac...
E os fiéis em palhaços de circo... Pobre senhora.
Está a ser uma excelente leitura. Aguado o outro. ...
arquivos
Tags

aborto(1)

arquitectura(7)

bento xvi em portugal(19)

filosofia(23)

fsspx - roma(29)

geral(80)

história(69)

liturgia(165)

maçonaria(36)

monarquia(68)

música(13)

planeta dos macacos(44)

política(307)

religião(468)

todas as tags

blogs SAPO
RSS