Terça-feira, 31 de Março de 2009
Carta do Padre Nuno Serras Pereira ao bispo de Viseu:
Excelência Reverendíssima

Saudações de Paz e Bem

1. S. Tomás de Aquino (Summa contra gentiles III, c. 122) considera que quem fornica, isto é, quem tem trato carnal com pessoa de sexo diferente sem com ela estar casado, pode cometer dois tipos de males – o menor de entre eles, embora grave ou mortal, é o de que esse acto se opõe ao bem da vida da criança que pode resultar desse acto; o segundo, ainda mais grave, é o de recorrendo à contracepção impedir a geração da criança.

2. As Sagradas Escrituras, a Tradição da Igreja e o seu Magistério sempre ensinaram que só é lícita (que só é moralmente boa) a relação sexual entre um homem e uma mulher casados, em que o sémen do marido é ejaculado na matriz feminina, e da qual está ausente qualquer tipo de contracepção.

3. Às pessoas homossexuais ou às pessoas promíscuas infectadas com hiv/sida a Igreja não tem que dizer-lhes que não usem o preservativo, mas não pode de modo nenhum aconselhá-las a que o usem, já que isso representaria uma cooperação formal com o mal intrínseco que elas cometem. A missão da Igreja é a de chamar essas pessoas à conversão e a uma vida de santidade. Claro que a Igreja deverá alertar toda a gente para o cumprimento de todos os mandamentos. Desse modo as pessoas infeccionadas com enfermidades de tipo mortal têm de compreender que ao exercerem determinado tipo de actos poderão estar a transgredir não só o sexto mandamento mas também o quinto. E que a transgressão de dois mandamentos é mais grave ainda do que a de um só.

Sem outro assunto pede-lhe a sua bênção

Servo mísero e inútil

Nuno Serras Pereira, ofm
***

Entretanto, a TVI noticiou ontem à noite que a Santa Sé dará uma resposta a D. Ilídio na próxima semana. Veremos se a resposta existe e que extensão terá. O Público também o noticiou. Já o DN tem uma cobertura mais alargada do caso, bastando fazer uma pesquisa rápida.

Tags:

publicado por Afonso Miguel às 15:06 | link do post | comentar

74 comentários:
De Anónimo a 31 de Março de 2009 às 16:07
“O coordenador nacional para a infecção VIH/sida, Henrique Barros, mostrou-se hoje "muito feliz" com as declarações do bispo de Viseu sobre o uso do preservativo, por considerar que escolher aquele método é também optar "pela vida".

"Fico sinceramente muito feliz que responsáveis da Igreja apoiem e percebam que, entre a vida e a morte, o preservativo é uma barreira", afirmou o responsável, à margem da Conferência VIH Portugal 2009, que decorria desde ontem no Centro Cultural de Belém.”
(“Publico”, 28/03/09)


De Anónimo a 31 de Março de 2009 às 16:10
“ S. Tomás de Aquino (Summa contra gentiles III, c. 122) considera que quem fornica, isto é, quem tem trato carnal com pessoa de sexo diferente sem com ela estar casado, pode cometer dois tipos de males – o menor de entre eles, embora grave ou mortal, é o de que esse acto se opõe ao bem da vida da criança que pode resultar desse acto”

Mas em que é que consiste ,neste caso ,a oposição ao bem da vida da criança e em que termos concretos esse bem é afectado ?


De Bluesmile a 31 de Março de 2009 às 16:20
Concordo com o ùltimo parágrafo da carta - são palavras de um ser mísero e inútil.


De Anónimo a 31 de Março de 2009 às 16:24
Resposta Aberta à Carta ao Bispo de Viseu do Pe. Nuno Serras Pereira que aqui é reproduzida

"Caro Pe. Nuno,

No seu amor à Igreja e ao Senhor, toldado, neste caso, pela paixão exacerbada, incorre no gravíssimo erro de compartilhar as ideias do relativismo e dos maçons ao pretender remeter o papel da Igreja ao seu foro íntimo, quando escreve “a Igreja não tem que dizer-lhes que não usem o preservativo, mas não pode de modo nenhum aconselhá-las a que o usem”, NÃO, a Igreja tem a obrigação e o dever de se envolver em tudo que à vida dos cristãos diz respeito.

Erra, ofende e não pratica a virtude cristã da caridade, quando reduz todos os seropositivos aos homossexuais e aos promíscuos; pergunto-lhe aonde coloca aqueles, e que são bastantes, que se infectaram pela via sanguínea? Aonde coloca aqueles, infelizmente mais frequente serem aquelas, que casados são infectados devido à infidelidade do conjugue?

Convido-o a explorar o blogue do signatário, se desejar aferir da total fidelidade do mesmo ao Romano Pontífice, à sua defesa permanente e convicta do mesmo, nomeadamente no que às suas declarações sobre o uso do preservativo como medida profilática em África diz respeito.

Com todo o respeito que qualquer ser humano me merece e em total sintonia com os ensinamentos do Senhor, termino dizendo-lhe que a sua condição de sacerdote não lhe confere, nem lhe retira, qualquer qualidade superior de amor a Jesus Cristo Nosso Senhor e à Sua Igreja, ou seja, rogo-lhe que tenha a humildade de não se considerar “primus inter paris”, salvo quando actua em nome Dele ao ministrar os Sacramentos, porque aí não é o Pe. Nuno que actua, mas sim Jesus Cristo Nosso Senhor por sua interposição.

Apresento-lhe os meus melhores cumprimentos, pedindo ao Senhor, que por intercessão da Virgem Santíssima, abençoe e proteja, a si, à sua Ordem e a todos os seu confrades,

João Paulo Reis
Seropositivo e abstinente
«Quem de entre vós estiver sem pecado atire a primeira pedra» (Jo, 20, 7)

http://spedeus.blogs.sapo.pt/851673.html


De JSarto a 31 de Março de 2009 às 16:26
O Padre Serras Pereira é um justíssimo motivo de orgulho de todos os católicos dignos desse nome! Que Nossa Senhora de Fátima o proteja!


De João Cadete a 31 de Março de 2009 às 16:32
Deo gratias!

Que Nosso Senhor conceda ao mundo a graça de haver mais padres santos e fiéis à Doutrina como o Pe. Nuno!

Sem medo e sem vergonha da Verdade, porque só ela liberta e leva à salvação. Por muito que faça doer os dentes a muita gente...

Um Padre verdadeiramente digno desse nome! O orgulho dos verdadeiros filhos da Santa Igreja!

Deo gratias!

Sancta Maria, ora pro nobis!


De Anónimo a 31 de Março de 2009 às 16:39
"Os verdadeiros filhos da Santa Igreja" são aqueles que Deus como tais os reconhecer...


De Magdalia a 31 de Março de 2009 às 16:46
Viva o padre Nuno Serras Pereira! Um sacerdote que ainda nos faz acreditar que há fé no clero português.

Comoveu-me a parte final da resposta aberta colocada uns comentários mais acima. Se o senhor é abstinente, mantenha-se assim. Que Deus o abençoe e o cumule de graças.

Dê testemunho da abstinência, da castidade e da fidelidade.

E aguardemos a resposta da Santa Sé ao apóstata bispo de Viseu.

Cumprimentos a todos, mmenos a uma...


De JSarto a 31 de Março de 2009 às 16:48
"Os verdadeiros filhos da Santa Igreja" são aqueles que não negam Deus por respeito às conveniências dos homens...


De Anónimo a 31 de Março de 2009 às 16:55
Os verdadeiros filhos de Deus não são certamente aqueles que escrevem e apoiam estas barbaridades teológicas:

"O cânone 7, da XXII Sessão, que versou sobre o Santo Sacrifício da Missa:

Se alguém disser que as cerimónias, as vestimentas e os sinais externos de que a Igreja Católica usa na celebração da Missa são mais incentivos de impiedade do que sinais de piedade - seja excomungado"

http://casadesarto.blogspot.com/


Comentar post

escudo_ASC
facebook-button twitter-button
Posts recentes

!

comentários recentes
Afonso Miguel não desista! Muita força para contin...
Filhos de Ramires não desistem.
O que faz o Afonso Miguel aí? Faz o que fazem as t...
A propósito de "trendy"...http://www.youtube.com/w...
Reduzir a despesa do Estado - as famosas gorduras ...
As Missas ordinárias que passam na TV são bem o es...
Estas Missas televisionadas de Domingo são um autê...
Ora nem mais. Adivinhaste o meu pensamento. É exac...
E os fiéis em palhaços de circo... Pobre senhora.
Está a ser uma excelente leitura. Aguado o outro. ...
arquivos
Tags

aborto(1)

arquitectura(7)

bento xvi em portugal(19)

filosofia(23)

fsspx - roma(29)

geral(80)

história(69)

liturgia(165)

maçonaria(36)

monarquia(68)

música(13)

planeta dos macacos(44)

política(307)

religião(468)

todas as tags

blogs SAPO
RSS