Sexta-feira, 18 de Junho de 2010

Acho perfeitamente normal que a Igreja lamente a morte de alguém que perdeu a alma. O que não é normal (bem, se calhar até é, mas não devia ser) é a forma como o faz no grande elogio que a Conferência Episcopal Portuguesa presta ao marxista Saramago, especialmente quando o que há a lamentar nem é tanto a morte, mas a vida.



publicado por Afonso Miguel às 22:57 | link do post | comentar

3 comentários:
De Anónimo a 19 de Junho de 2010 às 00:31
O mais interessante é a linguagem, que não dá conta dos erros graves do que pensava Saramago. Falam, unicamente, em "balizamentos ideológicos"... é ridículo. Daqui a pouco, nas homilias, vão propôr a leitura dos seus livros...
Esta tendência de dar as mãos com o ateísmo e o secularismo, ainda vai levar muitas almas a perderem-se.


De Afonso Miguel a 19 de Junho de 2010 às 00:41
É a ideia de que a Igreja deve dialogar sobre tudo, mesmo sobre o dogma. As primeiras almas a perderem-se são as dos que têm esta ideia...


De harms a 19 de Junho de 2010 às 16:09

Esta igreja "progressista" mete nojo, é o que é.


Comentar post

escudo_ASC
facebook-button twitter-button
Posts recentes

!

comentários recentes
Afonso Miguel não desista! Muita força para contin...
Filhos de Ramires não desistem.
O que faz o Afonso Miguel aí? Faz o que fazem as t...
A propósito de "trendy"...http://www.youtube.com/w...
Reduzir a despesa do Estado - as famosas gorduras ...
As Missas ordinárias que passam na TV são bem o es...
Estas Missas televisionadas de Domingo são um autê...
Ora nem mais. Adivinhaste o meu pensamento. É exac...
E os fiéis em palhaços de circo... Pobre senhora.
Está a ser uma excelente leitura. Aguado o outro. ...
arquivos
Tags

aborto(1)

arquitectura(7)

bento xvi em portugal(19)

filosofia(23)

fsspx - roma(29)

geral(80)

história(69)

liturgia(165)

maçonaria(36)

monarquia(68)

música(13)

planeta dos macacos(44)

política(307)

religião(468)

todas as tags

blogs SAPO
RSS