Sábado, 5 de Junho de 2010

 

Uma das coisas mais espantosas no comentário sobre Israel é a ignorância, quase total, do grande problema ideológico inerente à forma como o Ocidente democrático vê o Estado sionista. Quando alguém argumenta que os judeus têm a Terra Santa como sua por direito, não é por qualquer profecia bíblica. É tão somente porque "eles são a única democracia do médio-oriente", o que, trocando por miúdos, significa que estão sob o jugo do cavalo de Tróia do imperialismo norte-americano. Uma espécie de glória romana que outrora colocou uns senhores da península itálica a governar Jerusalém. É precisamente desses que Jesus diz: "Dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus". E há muito que Jerusalém precisa de Deus. Há tanto quanto nós precisamos de Jerusalém...



publicado por Afonso Miguel às 21:55 | link do post | comentar

escudo_ASC
facebook-button twitter-button
Posts recentes

!

comentários recentes
Afonso Miguel não desista! Muita força para contin...
Filhos de Ramires não desistem.
O que faz o Afonso Miguel aí? Faz o que fazem as t...
A propósito de "trendy"...http://www.youtube.com/w...
Reduzir a despesa do Estado - as famosas gorduras ...
As Missas ordinárias que passam na TV são bem o es...
Estas Missas televisionadas de Domingo são um autê...
Ora nem mais. Adivinhaste o meu pensamento. É exac...
E os fiéis em palhaços de circo... Pobre senhora.
Está a ser uma excelente leitura. Aguado o outro. ...
arquivos
Tags

aborto(1)

arquitectura(7)

bento xvi em portugal(19)

filosofia(23)

fsspx - roma(29)

geral(80)

história(69)

liturgia(165)

maçonaria(36)

monarquia(68)

música(13)

planeta dos macacos(44)

política(307)

religião(468)

todas as tags

blogs SAPO
RSS